O Brasil nunca comandou a MINUSTAH

Um dos maiores equívocos de boa parte da imprensa brasileira é publicar, mesmo após 13 anos de existência da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (MINUSTAH), que o Brasil comanda (ou chefia) a Missão de Paz da ONU no Haiti.

Tais publicações induzem os leitores brasileiros a um erro grotesco, apresentados por jornalistas em matérias sem ao menos buscar o mínimo de informação necessária sobre a estrutura de uma missão da ONU, o que acarreta em informações equivocadas.

Na última semana, o site Metropolis republicou o Estadão com a seguinte informações:

“Chefiada há 13 anos pelo Brasil, a única missão de paz da ONU nas Américas começou com um telefonema…”

“Poucas semanas depois, ele se tornaria comandante da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah), que na próxima quinta-feira encerrará suas ações operacionais com uma cerimônia em Porto Príncipe”

Metropolis: http://www.metropoles.com/brasil/apos-13-anos-de-missao-de-paz-brasil-deixa-o-haiti .

Mas há inúmeras outras matérias semelhantes:

O Globo:

Novo comandante brasileiro assume nesta quarte chefia da missão de paz no Haiti – Brasil comanda a força militar da Minustah desde que a missão foi criada em 2004

https://oglobo.globo.com/brasil/novo-comandante-brasileiro-assume-nesta-quarte-chefia-da-missao-de-paz-no-haiti-7960468?versao=amp

 

Diálogo: Revista Militar Digital:

Em 2 de junho, o 26º Batalhão Brasileiro de Força de Paz (26º BRABAT) assumiu o comando da Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti

https://dialogo-americas.com/pt/articles/last-brazilian-contingent-assumes-command-peacekeeping-mission-haiti

DefesaNet:

Novo comandante brasileiro assume hoje chefia da missão de paz no Haiti

http://www.defesanet.com.br/ph/noticia/10225/Novo-comandante-brasileiro-assume-hoje-chefia-da-missao-de-paz-no-Haiti/

Ministério da Defesa:

28/03/2012 – DEFESA – Nações Unidas nomeiam novo chefe da Minustah

Nações Unidas nomeiam novo chefe da MinustahBrasília, 28/03/2012 — O general-de-brigada Fernando Rodrigues Goulart será o novo chefe da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah). A nomeação foi feita ontem (27) pelo secretário-geral da Organização das Nações …

http://www.defesa.gov.br/component/tags/relacoes-internacionais/missoes-de-paz?tag=minustah

ONU Brasil:

ONU nomeia General brasileiro como novo chefe da MINUSTAH

https://nacoesunidas.org/onu-nomeia-general-brasileiro-como-novo-chefe-da-minustah/

Reuters/Correio do Brasil:

27 Mar (Reuters) – O general brasileiro Fernando Rodrigues Goulart será o novo comandante da Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah), no lugar do compatriota general Luiz Ramos, anunciou a ONU nesta terça-feira.

http://www.correiodobrasil.com.br/onu-nomeia-novo-general-brasileiro-para-comandar-tropas-no-haiti/

 

A fim de esclarecer, de modo muito simplista, uma missão multidisciplinar da ONU possui um componente civil, um policial e um militar. Cada um desses componentes tem um “chefe” e todos estão subordinados ao Representante Especial do Secretário-Geral da ONU designado para a Missão.

No caso específico da MINUSTAH, o Brasil, por motivos diversos, sempre ocupou o cargo de Comandante da Força Militar – do componente militar (Force Commander) e por tal motivo, é correto afirmar que um oficial general do Exército Brasileiro sempre comandou as tropas e militares em missões individuais das Forças Armadas dos diversos países a serviço da ONU no país.

Da mesma maneira, sem qualquer subordinação, o componente policial é liderado pelo Comissário de Polícia (Police Commissioner), cargo esse que ao longo dos anos foi ocupado por policiais de diferentes países.

A própria estrutura civil da MINUSTAH também teve mudança em seus cargos ao longo dos anos – como o próprio Representante Especial do Secretário Geral, chefe da Missão e maior autoridade da ONU no país.

Infelizmente, as matérias jornalísticas desconsideram a presença e participação de policiais militares (no componente policial – UNPOL) e dos civis brasileiros que compuseram e ainda compõem a MINUSTAH.

Talvez a falta de conhecimento sobre o tema leve o profissional jornalista a cometer erros tão grotescos. Basta usar o google por alguns minutos!

Entretanto, importante se faz registrar o brilhante trabalho realizado por todos os Forces Commanders Brasileiros ao longo de todos os mandatos e pelas Forças Armadas Brasileiras no Haiti (Marinha, Exército e Aeronáutica – sim, todas as 3 Forças enviam efetivos, quer em missões individuais quer em contingentes).

Depois de quase 3 anos trabalhando no sistema ONU, 2 anos e 6 meses somente no Haiti (MINUSTAH), com certa frequência causa estranheza aos policiais e civis de várias nacionalidades e aos brasileiros que estiveram na Missão, o que causa até mesmo certo constrangimento ao desconsiderar os demais profissionais que lá serviram e pelo tamanho do erro por boa parte da mídia brasileira.

 

 

 

 

 

 

Anúncios
Published in: on agosto 28, 2017 at 5:58 am  Comments (2)  

The URI to TrackBack this entry is: https://missaodepaz.com/2017/08/28/o-brasil-nunca-comandou-a-minustah/trackback/

RSS feed for comments on this post.

2 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Uma sugestão: mostra o organograma da MINUSTAH, O nome dos Chefes da Missão, Force Commamnder e Police Commissioner aos longo dos anos. Um abração Serginho.

    • Colocarei, Cel. Boa ideia.


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: