Os processos de gestão dos policiais da ONU (Argentina)

 Argentina 

(2014)

A Argentina tem participado de operações de paz das Nações Unidas desde 1958, quando enviou observadores militares para o Líbano. Hoje o país ocupa a sétima posição entre as nações que mais contribuem com tropas para operações da ONU, tendo na Gendarmeria Nacional Argentina (polícia militar nacional), a sua representação policial (EZPELETA, 2001).

Nos arredores de Buenos Aires, são mantidos centros de treinamento voltados para operações de paz. O primeiro trata-se do Centro de Treinamento para Capacetes Azuis – CAECOPAZ, subordinado diretamente ao Estado-Maior das Forças Armadas do país; o segundo, dirigido pela Gendarmeria Nacional Argentina, é o Centro de Treinamento para Membros de Operações de Paz no Exterior – CENCAMEX (UNITED NATIONS, 2010), voltado para o treinamento policial.  Dentre os cursos oferecidos pelo CENCAMEX, destacam-se: imersão nos idiomas inglês[1] e francês, segurança de embaixadas e preparação para policiais das Nações Unidas (GENDARMERIA, 2010). Convém se anotar que esses cursos são oferecidos para policiais e militares nacionais e estrangeiros.

No processo de recrutamento de policiais para atuação junto a ONU são convocados voluntários de todo o país. Entre os requisitos essenciais para participar do certame o candidato precisa contar com no mínimo sete anos de efetivo serviço ativo.  Uma vez selecionado, o policial participa de um curso de 10 (dez) meses de duração no CENCAMEX. A conclusão desse curso está condicionada a realização de um teste que visa avaliar múltiplos conhecimentos e habilidades. Esse exame é realizado por uma banca de avaliadores da ONU, denominada UN SAT (Selection Assistance Team).

            Finalmente, uma vez pronto para ser desdobrado em uma área de missão, o policial é submetido a uma bateria de exames e vacinas. No retorno da missão, o quadro de saúde do policial é novamente avaliado e ele conta com 50 dias de licença para ser reintegrado as suas atividades de rotina.

A Gendermeria Argentina se desvinculou do CAECOPAZ e no início da década de 2010, visto a incompatibilidade “entre defesa e segurança pública” encontrada ao longo dos anos e funciona apenas com policiais e para policiais. Tem total aval da Police Division ITS/DPKO para treinamentos credenciados e habilitação de pessoal, realizando seleção SAAT quase que anualmente. Realizam seleção e efetivo policial passa um ano letivo se preparando para os processos e missões da ONU, quer missões de paz ou políticas. Na região de Mercedes, encontra-se um simples e super eficiente centro de treinamento da Gendarmeria Argentina, considerado um dos melhores do mundo.

[1] Dois policiais militares do Distrito Federal participaram de um Curso de Imersão em idioma inglês voltado para Missões de Paz no CENCAMEX em 2010.

Anúncios
Published in: on fevereiro 21, 2016 at 8:27 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://missaodepaz.com/2016/02/21/os-processos-de-gestao-dos-policiais-da-onu-argentina/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: