Brasil veta continuidade de chefe de missão militar no Haiti

  gerar PDF versão para impressão enviar por e-mail
29/11/2008
Brasil veta continuidade de chefe de missão no Haiti
da Folha Online

O Ministério da Defesa negou pedido da ONU (Organização das Nações Unidas) para manter no comando das forças de paz no Haiti o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, segundo reportagem da Folha deste sábado (íntegra disponível para assinantes do jornal ou do UOL).

O pedido para que o general ficasse até 2010 foi feito em setembro pelo representante do secretário-geral da ONU no Haiti, o tunisiano Hédi Annabi. O Brasil comanda militarmente a Minustah desde sua criação, em maio de 2004, após um levante de protestos varrer o país e provocar a destituição do então presidente Jean Bertrand-Aristide.

O Ministério da Defesa informou que o Comando do Exército não autorizou a permanência de Santos Cruz no Haiti até abril de 2010 “em função da necessidade” de o general “prosseguir em sua carreira dentro do Exército”.

No mês passado, o Conselho de Segurança da ONU aprovou a renovação por um ano da missão de paz (Minustah) no Haiti, mantendo o contingente de 7.060 militares e 2.091 policiais. Apesar do pedido do presidente haitiano, René Préval, o órgão manteve o termo, alegando que ante a situação de “instabilidade política, econômica e humanitária” o Haiti “continua a constituir uma ameaça à paz internacional e à segurança da região”.

A representação do Brasil na ONU não comentou a mudança, mas militares brasileiros que já estiveram em posições de comando na Minustah se disseram contra a alteração. Santos Cruz disse à época que a decisão “busca preservar os ganhos obtidos e evitar um retrocesso”. “O país, que só produz 20% dos alimentos que precisa, foi devastado por furacões. Ainda há muito a se fazer”, diz o general brasileiro Carlos Alberto dos, há dois anos no comando das tropas de paz no Haiti.

Para ele, o desafio é “gerar desenvolvimento”. “É preciso melhorar os índices econômicos e sociais do país. Tem de haver integração entre a situação estável de segurança e a geração de emprego e renda.”

Anúncios
Published in: on janeiro 31, 2009 at 8:10 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://missaodepaz.com/2009/01/31/brasil-veta-continuidade-de-chefe-de-missao-no-haiti/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: